quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Pelo Douro


Já nem sei bem se o melhor é ir ao Douro antes ou depois de uma visita às caves de Gaia. O que importa é, se possível, ir ao Douro!! Fica a 1h30 de carro ou 2h de comboio, a partir do Porto. De comboio é um pouco lento, mas é um belo passeio, principalmente nos troços próximos a Peso da Régua, quando o velho comboio anda em trilhos à beirinha do rio...

Da janela do comboio!

Para poucos dias de visita, segue um roteiro básico:

Se a chegada ou a saída for por Vila Real, vale muitíssimo uma visita à Casa de Mateus, uma bela  amostra da arquitectura barroca de Portugal, construída pelo 3º Morgado de Mateus, com execução do onipresente (no século XVII, claro) Nicolau Nasoni. Os jardins são inspirados nos de Versailles e incluem um túnel de cedros que impressiona.  Ficaste curioso? Olha só:

Na parte da manhã a luz é essa.


Peso da Régua: também chamada de "Régua" é a cidade central de região, graças ao comércio do Vinho do Porto, desde a época em que a região foi demarcada (1756). Um lugar interessante para visitar e conhecer com um pouco mais de detalhe a cultura relacionada ao vinho é o Museu do Douro, com uma exposição permanente (“Memória da Terra e do Vinho”) instalada no Armazém 43 do edifício do Solar do Vinho do Porto, além de outras eventuais iniciativas. Conta também com uma loja bacana e um wine bar, com vista para o rio.



Se a ida para a Régua abriu o apetite, visite o  Douro In, na Marginal , mesmo em frente ao cais fluvial de onde saiem os barcos turísticos do Douro (Avenida João Franco - Reservas: +351 254 098 075). Muito bom, com uma carta de vinhos que, de tão boa,  dificulta a escolha.




 
 



Há também o Castas e Pratos, que faz um trocadilho com a CP (Comboios de Portugal). Funciona anexo à Estação de Comboios e é uma opção excelente pro almoço (menu por €12). De lá tem-se a chance de ver o vai-e-vem dos comboios pela janela. O conhecido chef Jorge Coimbra detona nos pratos e escolhes a casta que vais sorver :) Rua José Vasques Osório, Tel.: 254 323 290.





 

Na Estação de Comboios podes ainda encontrar os “Rebuçados da Régua”, que são balas (para cariocas e paulistas) ou queimados (para baianos) ou bombons (para os nordestinos brazucas) que levam um pouco de limão, feitas manualmente e vendidas na Estação pelas “Rebuçadeiras” que as preparam.

Fazem parte da doçaria típica de região, que apresenta ainda as “Falachas”, feitas com farinha de castanha amassada e levada ao forno (em folhas de castanheiro). Há ainda as “Ferreirinhas”, não tão tradicionais, feitas com pinhão, uva passa, chila, amêndoa e Vinho do Porto, bebida que as acompanha perfeitamente.



Agora, se quiseres sentir o clima local em um restaurante frequentado apenas por durienses, o lugar é a Taberna do Jererê, na Rua Marquês de Pombal, nº 28. Tel 254323299. Ambiente rústico e simpático, administrado por familiares, serve a boa comida portuguesa com o sotaque local. De entrada podes provar um pão típico da região, recheado com fiambre – o "bola de carne". Óptimos preços. Salvo engano, o almoço saía por € 6, com sopa, prato, vinho e café. O jantar também é boa pedida, com o restaurante sempre mais vazio. Tenta o bacalhau ao lagareiro ou o anho, imperdíveis.

A dica mais "chic" é o DOC Douro, um restaurante bacanérrimo que fica no Douro (literalmente, pois foi construído dentro d'água), na estrada que liga a Régua ao Pinhão. Muito fixe, serviço altíssimo nível e pratos que "mesclam a tradição com o contemporâneo", percebes? Um "espaço gourrrmet"!! Com aqueles pratos com pinguinhos de azeite e ervas que não se lembra bem o nome a decorá-los. Os preços são condizentes com o style, mas definitivamente valem o “prejú”. A estrada que margeia o Rio, uma das mais bonitas do país, tem poucos lugares para uma miradinha e aqui podes fazê-lo. 

Acesso ao DOC, por cima do Douro
O restaurante prima pela qualidade e ofertas que abrangem peixe do mar, caça (perdiz e javali do monte), opções vegetarianas e carnes. No plasma, imagens da cozinha, ao vivo e a cores. Para por lá, ainda que seja pra admirar o espetáculo que é o Douro, com uma taça de vinho à mão – eles servem 40 rótulos de vinho a copo. Tel. 254 858 123 e telemóvel 910 014 040.




Pinhão: Já que estamos a chegar perto do Pinhão, uma opção boa para almoço é o Ponte Romana, um restaurante que não decepcionou-me em nenhuma das visitas que lá fiz. Mesmo esquema, menu do dia baratinho e muito bom. E à beira de um afluente do Douro que inclui no almoço aquele barulhinho de rio...


Pinhão e restaurante Ponte Romana.

Para fechar esse post, recomendo, no Pinhão:




. uma visita à Estação de Comboios para apreciar os painéis de azulejos e o antiga plataforma que ainda hoje os recebe e despacha;














. um belo passeio à Quinta das Carvalhas, da Real Companhia Velha. É a maior Quinta do Douro. Eles fornecem um autocarro que sai do Pinhão e leva o visitante ao alto do monte onde está a Quinta. O passeio dura cerca de hora e meia, custa 10 euros e inclui uma degustação de Portos. O visual é es-pe-ta-cu-lar e une a comodidade de uma visita guiada à oportunidade de apreciar um dos pontos mais bonitos da região;
Quinta das Carvalhas à esquerda, com mirante no topo.

. um passeio de barco no Douro, chance única de ver Quintas belíssimas de um ângulo perfeito. O melhor é negociar um valor com as pequenas embarcações, que podem fazer passeios de uma a duas horas, a subir o rio. Fecha com chave de ouro a programação, com pinturas como essa:


. um volta de carro pelas estradas menores, que são muitas e têm ângulos assim:


95 comentários:

  1. Prezado SUCA,tudo bem!

    Gostaria de parabeniza-lo pelo excelente blog e dicas valiosas da regiao do DOURO.Como sempre faco, antes de viajar procuro pesquisar informacoes e dicas em diversas fontes e, encontrei em seu BLOG sugestoes que se encaixaram perfeitamente em minha viagem que fiz com minha esposa pela Europa, neste ultimo mes de fevereiro ,iniciando-se na Holanda- Portugal e por ultimo na Franca.Bom como o tema e o DOURO,ficamos 4 dias na regiao,optando a cada noite em um hotel ,iniciando no Hotel Regua Douro em Peso da Regua,que por sinal indico por sua localizacao e vista maravilhosa da sacada do quarto ,do rio DOURO ,alem do custo beneficio muito bom.Neste dia fomos iniciar os trabalhos no Restaurante Castas e Pratos,onde tomamos um bom Vinho acompanhado de queijos e presunto de parma.local muito bonito e descolado.Apos fomos ao MUSEU DO DOURO , com informacoes valiosas sobre a historia da regiao e principalmente de Dona Antonia Ferreira , que na epoca possuia 35 quintas!Tentamos almocar no restaurante anexo ao Museu, porem pelo adiantado da hora ja havia fechado,pois se passava das 15 hrs,o mesmo aontecendo com a taberna do Jerere.Como opcao almocamos no restaurante ao lado deste ,que achei interessante.A titulo de informacao o restaurante sol Douro,infelizmente fechou.Esperimentamos tambem os rebucados da Regua.A noite voltamos na taberna do Jurere ,que conforme comentou, e bem regional e muito bom!No dia seguinte mudamos para a Quinta do Vallado,tambem em Peso da Regua ,que possui 5 suites e esta inaugurando mais 10 este mes que vem.Fomos muito bem recebidos,e nos mostraram todas as instalacoes com provas dos vinhos produzidos pela Quinta. Excelente !Indico fortemente.Fomos almocar no restaurante anexo do Museu do Douro,que comparo com sua dica da Quinta da Boeira ,em Vila Nova de Gaia.Simplesmente imperdivel!Por 8 euros acreditem,entrada-sopa de caldo verde acompanhado de paes com azeite e ervas finas, prato principal-Bacalhau a Lagareiro, sobremesa -creme brulee ,tudo isto acompanhado de vinho branco-Quinta das lamelas reserva e agua a vontade ,com cafezinho no fina.Local bonito e atendimento perfeito!
    Na terceira noite,optamos em ficar entre Regua e Pinhao,no Hotel Folgosa Douro,em frente ao restaurante DOC-Que coincidencia!
    Hotel 3 estrelas, novo,muito bom.Ficamos no quarto de frente para o rio Douro -De la,fomos no Pinhao,e fizemos passeio de barco,entre Pinhao e Tua ,porem como era baixa temporada, alugamos uma embarcacao menor que ficou por nossa conta.Vista maravilhosa dos dois lados do Rio,com inumeras quintas,dentre elas a Romaneira, a mais chique,com diarias na alta temporada de 1.200 euros!,Almocamos no Restaurante Ponte Romanica,para variar,muito bom!Optamos em visitar a quinta do Seixo,que produz vinhos do porto Sandeman,muito bonita! A noite,para encerrar com chave de ouro fomos jantar no DOC,simplesmente sensacional! O preco justo por tudo que oferecem.
    Estavamos de carro,e pudemos conhecer outras vilas,dentre elas Tarouca,Casal Loivos,Lamego,Ucanha e Salzedas. Todas muito bonitas e com caracteristicas proprias.Como pode observar aproveitamos grande parte de suas dicas. Estarei mandando por email algumas Fotos .Obrigado.Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alexandre. Fico feliz por teres dedicado algum tempo ao Douro, e ainda mais por terem sido úteis as minhas opiniões!!
      Foi perfeito o roteiro que fizeste. O restaurante do Museu do Douro do qual falas deve ser o "A Companhia", que realmente é muito bom. Falha minha não tê-lo listado aqui, mas estarei no Douro agora em maio e actualizarei o blog com as tuas informações (inclusive a respeito do Sol Douro, que não mais existe - pena). Como curiosidade, os proprietários da Quinta do Vallado são tetranetos da D. Antónia Ferreira, a Ferreirinha. São muito distintos e primam pela qualidade no atendimento. Hospedarei-me lá nesta próxima viagem. E o DOC, pah? O melhor restaurante que conheci em Portugal...
      Só de ler o teu relato apertou a saudade :) Tive a oportunidade de frequentar o Douro por 6 meses, a trabalhar na Régua, e considero um privilégio conhecer bem a região e seu povo.
      Aguardo e agradeço as fotos.
      Com os melhores cumprimentos,
      Suca.

      Excluir
  2. Oi Suca, meu nome é Rosana e viajarei com minha filha para Portugal e Espanha em julho/2013. Gostaria de umas dicas suas para o Porto e seus arredores pois não conheço nada. Fiz nossa reserva no Hotel Carris Porto Ribeira que fica na Rua do Infante D. Henrique,1. É um bom hotel em um bom local? Aguardo suas super dicas. Aproveito para dar os parabéns pelo blog, super bem feito. Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rosana, que bom que gostou do blog, obrigado por aparecer aqui :)
      A localização do hotel é ótima, mas não o conheço, por ser um hotel novo, de um grupo que explora a Galícia e Norte de Portugal. A rua é bem movimentada, se possível peça um quarto que não fique de frente.
      Por ali, apenas uma única ressalva: evite a Rua Escura, um conhecido ponto de consumo e tráfico de drogas. É uma rua à direita da Rua Mouzinho da Silveira, pela qual é provável que vocês passem, para ir ou voltar da Estação São Bento.
      O hotel não fica próximo ao metro, mas você pode acessá-lo facilmente pelo funicular que fica abaixo da Ponte Luiz I - com o mesmo bilhete podem fazer integração com o metro. Sobre transportes, leia http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/01/transportes.html

      Citei alguns pontos que gosto dessa região em http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/02/ribeira-do-porto-um-pouco-de-cultura-e_01.html. Para a chegada, sugiro que comam algo com calma no "A Marina", que está no post, para observar um pouco do movimento da Ribeira.
      Ainda sobre o Porto, visite os posts "Restauração" e os que eu falo sobre a Baixa, são passeios bacanas.
      Nos arredores, recomendo demais, além do Douro, um dia em Guimarães, que foi Capital Europeia da Cultura em 2012 e está tinindo de restaurada. Se vocês não estiverem de carro, verifiquem os horários dos comboios. É pertinho, mas os horários não são muitos. Em breve sai um post sobre Guimarães, cidade que adoro.
      Para a noite, uma volta pela região dos Clérigos e Rua Galerias de Paris vai dar ideia das opções que o Porto oferece. Dica: entrem pela Praça Carlos Alberto e, à direita, suba a Rua Oliveiras e pegue à direita na Rua Conceição, até o Largo Mompilher, onde fica a Champanheria da Baixa. Gosto dali, é um bom lugar para experimentar os ótimos espumantes que Portugal produz. Os garçons as ajudarão.
      Quantos dias vocês passarão por lá?
      Nos falamos.



      Excluir
  3. Oi Suca, meu nome é Rosana e viajarei com minha filha para Portugal e Espanha em julho/2013. Gostaria de umas dicas suas para o Porto e seus arredores pois não conheço nada. Fiz nossa reserva no Hotel Carris Porto Ribeira que fica na Rua do Infante D. Henrique,1. É um bom hotel em um bom local? Aguardo suas super dicas. Aproveito para dar os parabéns pelo blog, super bem feito. Obrigado

    ResponderExcluir
  4. Oi Suca.
    Vou ao Douro em setembro. Ficarei, contando com o três dias na cidade de Porto, 10 dias.
    Tenho muitas dúvidas: qual a melhor parte do rio para passear? Pinhão, Pocinho?
    Qual passeio de comboio devo fazer?
    Poderia me dizer um trajeto de carro onde nos possamos desfrutar de paissagens fantásticas?
    Abraços,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! Tudo bem? Bela opção essa, de passar mais tempo no Douro. Na chegada e na saída já vais passar por estradas interessantes. Se a chegada for por Vila Real, que recomendo e cito logo no início desse post, evite a estrada mais moderna, a IP3/A24, e pegue a N313, a antiga estradinha que ligava Vila Real à Régua. Sugiro que chegues do Porto pela IP4, subindo a Serra do Marão e visites a Casa de Mateus. Ali por trás da Casa de Mateus podes já pegar a N313. Veja no Google Maps: http://goo.gl/maps/7FZs4 Fiz o percurso no site para vc, mas evitando estradas. Pegue a estradinha que vai mais perto da IP3. Não é difícil, mas o ideal é que seja lento. Se vc sair cedo do Porto, faz a visita e almoça já em Peso da Régua.
      A opção mais bonita para o retorno da Régua ao Porto é por Mesão Frio, pela N108, que é também o percurso mais rápido. No caminho, tire o pé do acelerador ao passar por Caldas de Moledo, onde a Ferreirinha já teve um palacete e hoje só restam ruínas dos hotéis e casino. Podes sair um pouco da estrada e entrar no portão de ferro, geralmente está aberto. A estrada vai pela beira-rio, sempre ao lado da linha de comboio, e vais passar por casas de vinho antigas, algumas abandonadas. Recentemente, a Rozés reformou uma bela cave por ali. Se quiseres parar em alguma cidade a caminho do Porto, Amarante é boa pedida, com um bonito centro histórico. Só por curiosidade, foi invadida por Napoleão!
      A estrada que vai da Régua ao Pinhão (cerca de 20km) certamente é uma das mais bonitas de Portugal - a N222. Falo rapidamente sobre ela, acima, nesse post. Após passares pela barragem e sua enorme eclusa, fica mais bonita ainda. Uma ideia de passeio de carro é pegar ela pela manhã, visitar o Pinhão, dar um passeio de barco, almoçar por lá e voltar pelo outro lado do Douro. Ou, isso vai depender da hora e da fome, fazer o passeio de barco e almoçar numa bela quinta. Ao final do Pinhão, ao atravessares a Ponte Romana, dobra à esquerda e segue as placas para a Quinta de La Rosa, Quinta do Crasto e a Quinta Nova. Esta última tem um restaurante espectacular e merece uma visita. As outras também merecem visita, mas nesta o restaurante está aberto ao público. Para mais infos e reservas: http://www.quintanova.com/ A Quinta Nova produz excelentes vinhos e tem uma das melhores estruturas de hospedagem da região. É bom reservar nessa época.
      A Quinta de La Rosa oferece visitas à adega e provas de Portos e a Quinta do Crasto tem propostas um pouco mais requintadas para o Enoturismo (http://www.quintadocrasto.pt/enoturismo/).
      Para chegares ao Crasto, dobra à esquerda após o cemitério de Covas do Douro e à esquerda de novo, na bifurcação antes de Donelo. Tenha bastante cuidado nessas estradas, pois setembro é época de vindima, a estrada é estreita e o movimento de carrinhas (pickups) e carros pode ser intenso. Os visuais compensam tudo, é incrível.
      Se ainda tiveres disposição, continua a seguir a estrada após a Quinta do Crasto, dobra à esquerda na bifurcação após Gouvinhas e segue até Guiães. A partir daí, é melhor pedir informações aos locais, para chegar até o Miradouro da Galafura, que é um dos lugares que se deve visitar no Douro. Daí para a Régua é fácil de chegar, vais passar ao lado da Quinta do Vallado. Se consultares o Google Maps vais entender melhor o trajecto.
      Em breve te falo sobre os barcos e comboios, ok? Essa pergunta merece um post para ser respondida, vou providenciar isso :)

      "Sei que a escolha do blog de viagens é uma decisão do cliente; obrigado por escolher o SucaTrips". Um abraço e até breve.

      Excluir
    2. Oi Suca.
      Anotei todas as dicas.
      Estou aguardando os comentários, prometidos (ehehe), sobre os barcos e comboios.
      Abraços,
      Silvio Carlos Cury

      Excluir
  5. Oi Suca.
    Vou ao Douro em setembro. Ficarei, contando com o três dias na cidade de Porto, 10 dias.
    Tenho muitas dúvidas: qual a melhor parte do rio para passear? Pinhão, Pocinho?
    Qual passeio de comboio devo fazer?
    Poderia me dizer um trajeto de carro onde nos possamos desfrutar de paissagens fantásticas?
    Abraços,

    ResponderExcluir
  6. Oi Suca.
    Adoramos o seu relato. Vou copiar e colar nas minhas anotações. A nossa permanência na região se dará da seguinte forma:
    1. Chego em Lamego, vindo de Belmonte (Serra), onde me hospedarei na Casa Relógio do Sol - Quinta dos Tourais por três dias;
    2. Depois parto para Guimarães cuja permanência será de dois dias no Hotel da Penha;
    3. Vou à Serra do Gerês, Pousada Gerês – Caniçada, São Bento, Vieira do Minho permanecendo mais dois dias;
    4. Termino essa região na cidade do Porto, três dias, no Hotel Teatro.
    Especifiquei o roteiro para que você possa se situar melhor e me dar as dicas para que a nossa viagem fique melhor ainda.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  7. Suca,

    quero fazer um passeio que do Porto à Pinhão, passando pela Régua.

    Vi que tem passeio em que se vai de trem e volta de barco e vice-e-versa. Imagino que seja melhor ir de barco e voltar de trem.

    O que vc. me recomenda? Algum cruzeiro (empresa) em especial?

    Da hora o seu blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dacier, obrigado por ter aparecido no SucaTrips, que bom que você curtiu.
      Falei rapidamente sobre a ida de barco ao Douro, saindo do Porto, no final do post http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/02/ribeira-do-porto-um-pouco-de-cultura-e_01.html
      Essa ida (ou volta) passa por duas barragens (represas) e tem um bom trecho, próximo ao Porto, em que já há muita interferência humana. A típica paisagem do Douro, com socalcos e belas quintas, aparece mesmo é depois da Régua. Entre a Régua e o Pinhão, outra barragem. Falo disso porque o sistema de eclusas, caso o barco chegue com ele já em funcionamento, pode demorar, entende? Basta ver o tempo previsto nos cruzeiros para isso. E tem o preço também - cerca de 60 a 70 euros por pessoa. Se forem duas pessoas, gasta-se menos alugando um carro e fazendo um passeio em um barco pequeno a partir do Pinhão, com direito a almoço, maior mobilidade, visita a pelo menos uma quinta e prova de vinhos (falo um pouco sobre o carro nas respostas acima). Minha sugestão é essa, mas a escolha é bem pessoal, claro.
      Ainda podes ir de comboio até a Régua e Pinhão, para de lá pegar o barco - creio que Porto/Pinhão/Porto custa por volta de 20 euros, com a parte bonita do percurso feita com o comboio bem próximo ao rio. Tem sempre uns barqueiros no Pinhão, que cobram entre 10 e 20 euros, dependendo da distância a percorrer. O visual já é inesquecível em um passeio de 40 minutos a partir dali.
      Há ainda passeios que saem da Régua e vão até o Pocinho e Barca D'Alva, mais acima. Novamente, tens que ponderar custo e benefício. para ti. Empresas conhecidas: http://www.douro.com.pt/ , http://www.douroazul.pt ou http://www.rotadodouro.pt/
      Lembrei dessa notícia aqui: http://www.jn.pt/multimedia/video.aspx?content_id=2771417 Mas aí o cacife é mais alto...
      Fique à vontade para falarmos mais. Abraço!

      Excluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Caro José Vicente, boa tarde.

    Lendo seu post sobre a Região do Douro no blog "Viaje na Viagem" encaminhado ao Sílvio, confesso que já estou desejando que o mês de outubro chegue logo, pois estou com viagem marcada para o dia 02/10, com previsão inicial de 13 dias. Começaremos por Porto e finalizaremos por Lisboa. Portanto, já imagino as iguarias relacionadas ao Porco Preto, além das carnes de caça que aprecio muito. Isso harmonizado com os belos vinhos locais, humm… Aproveito a oportunidade para manifestar que estou disponível para dicas de roteiro, pois irão ajudar muito na elaboração da minha programação. Abraços, Ronan.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, Ronan, espero poder ajudar. Me diz os lugares que pretende visitar e o que já tens planejado, para que eu possa dizer algo. De início, sugiro que leia os posts aqui do blog sobre o Porto (Baixa, Ribeira, etc). Abraço.

      Excluir
    2. Prezado SUCA, obrigado pela atenção.
      Acabei de fechar o período (02 a 16/10/2013). De início, pensamos em conhecer a região do Porto (passeios pelo Douro, vinícolas e cidades como Braga, Guimarães, Vila Real e Pinhão). Continuando por Coimbra, Óbidos até Lisboa (passeios por Sintra, Cascais, Fátima). Por fim, Região do Alentejo (Évora e Monzaraz) com passeios e vinícolas. Todos, claro, aproveitando bem a gastronomia local.
      Suca, confesso que estou um pouco perdido em relação ao tempo em cada lugar. Irei ler os posts recomendados para melhor definir. Estou à disposição para dicas e sugestões.
      Abraços, Ronan

      Excluir
    3. Olá, Ronan. Morei 2 anos no Porto e, caso aches a minha opinião tendenciosa, estás certo - é mesmo. Tenho predileção pelo Norte, mesmo tendo adorado todos os lugares de Portugal que conheci.
      Vou considerar 15 dias. Acho que, para teres uma boa ideia do Porto, precisas de ao menos 3 dias por lá (mais 1 ou 2 cairiam muito bem). Não precisas de carro e podes alugar somente no dia de saída para o Douro, ou um dia antes, para conheceres Guimarães e Braga. O Douro é palco para mais 3 dias, se queres passear por Pinhão e Vila Real, dar uma volta de barco, visitar quintas, etc. Só aí já temos 7 ou 8 dias. Se fores por Lamego, já chegas em Coimbra directo, para ficar uma noite, antes de passares por Óbidos, a caminho de Lisboa. Mais 3 dias em Lisboa e sobram 2 ou 3 para fazer Évora e os outros pontos que citaste. Eu acho muito corrido, mas preferes assim? Évora e Alentejo não merecem menos de 3 dias, há muitas cenas fixe por ali...
      É possível fazer esse percurso, mas para ficar mais tranquilo acho que deverias pensar em diminuir o número de lugares, ou até dividir a viagem em duas. Me desculpe a intromissão, mes digo isso porque já me vi a sair de lugares com a certeza de que deixei de ver muitas coisas. Mas viajar é um pouco isso aí.
      Já tens aqui um esboço de roteiro, mas pensa a respeito e conversamos mais, ok? Seria bom leres também os comentários acima, que falam de trechos em que queres passar.
      Abraços.

      Excluir
    4. Oi SUCA! Era exatamente uma opinião como a sua que estou procurando. Vou considerar cada detalhe mencionado como também a leitura dos posts anteriores. Não é intromissão nenhuma, muito pelo contrário... Se vc permitir, quero manter contato enquanto planejo essa viagem. No mais, muito obrigado pela atenção e disponibilidade. Parabéns pela atitude de colaborar. Para turistas não profissionais como eu, um blog como este ajuda demais. Até breve. Abraço, Ronan

      Excluir
    5. Ronan, podes contar com o SucaTrips!! Abraço.

      Excluir
  10. Mais uma curiosidade SUCA, como é o clima nessa época (1ª quinzena de outubro)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De novembro a fevereiro chove bem em Portugal, mas o frio não é tão intenso quanto no restante da Europa. Em outubro começa a chuva, mas normalmente isso acontece na segunda quinzena. Normalmente...
      No Norte chove muito mais que no Sul (falo de Porto e Lisboa). As temperaturas em outubro ficam entre 10°C e 19°C (ou até mais um pouco), no Porto. Em Lisboa, 2°C a mais. No Douro esfria mais e no Alentejo é um pouco mais quente nessa época.
      Isso é uma média, que tem mudado um pouco com o aquecimento global. O calor tem aumentado no verão e os invernos ficaram mais longos, no final. Pelo que experimentei por lá, creio que são boas as chances de você ter belos dias pela frente e noites boas para tomar um tinto.

      Excluir
    2. Explicação detalhada. Sem comentários. Muito obrigado mais uma vez. Abraço, Ronan

      Excluir
  11. Há... Com certeza "os tintos" serão OBRIGATÓRIOS nesse planejamento (rsrsrs)

    ResponderExcluir
  12. Olá Suca! Parabéns pelo blog e pelas informações prestadas.

    Estaremos visitando Portugal de 25/06/13 a 03/07/13, já descontados a chegada e a partida, ou seja 9 dias livres. Temos a idéia de fazer o roteiro Lisboa/Porto/Lisboa da seguinte forma:

    IDA - Lisboa / Óbidos / Fátima / Coimbra
    25/jun Partida de Lisboa / Óbidos (manhã) / Fátima (tarde) / Coimbra (jantar, Fado e dormida)
    26/jun Coimbra (passeios, almoço) / Porto (jantar e dormida)
    BASE Porto
    27/jun Porto - Passeios
    28/jun Tour Guimarães / Braga
    29/jun Porto - Passeios
    VOLTA - Porto / Lisboa
    30/jun Partida de Porto / Aveiro (manhã) / Nazaré (fim de tarde) / Lisboa (dormida)
    BASE Lisboa
    1/jul Lisboa - Passeios
    2/jul Tour de Sintra, Cascais, Estoril e Cabo da Roca
    3/jul Lisboa - Passeios

    O que vc acha? Qual sua sugestão?

    Abçs,

    Cristiano
    Salvador-BA



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bacana o passeio, Cristiano. Tens que ponderar a movimentação em função da disposição dos idosos, mas imagino que já tenham discutido isso.
      Óbidos é pequena e pode ser vista em uma manhã. Para os mais animados, sugiro uma volta por cima das muralhas, de onde vão ter um belo visual da cidade. Para almoçar, dois bons restaurantes: "1º de dezembro" ou "O Conquistador".
      Meu irmão morou em Coimbra, adoro a cidade. Como nessa época do ano o sol deita tarde, na chegada jantem no "A Portuguesa", no deck do Parque do Mondego. Ótimo restaurante, com bons preços. E não percam a Biblioteca Joanina, na Universidade. Na ida para o Porto, se possível, visitem o Palácio de Buçaco.
      Sobre o Porto vais achar algumas opiniões minhas aqui no blog - leia os posts sobre a Baixa, Ribeira e Restauração.
      Sou fã de Guimarães e acho um pouco apertada uma visita à cidade e à Braga no mesmo dia. Guimarães foi Capital da Cultura Européia ano passado e merece um passeio tranquilo. Basicamente, explore o núcleo medieval da cidade. Gosto muito do Centro Cultural Vila Flor, para tomar um café. Se resolveres conhecer uma em cada dia, incluir Barcelos no dia de Braga é uma boa.
      Em Aveiro, bem em frente à estação de comboios, há um quiosque em que apresentas um doc qualquer e podes pegar bicicletas, grátis, para pedalar pela cidade. São as "Bugas".
      De resto, me parece que a trip já está montada. Se quiser saber alguma coisa em especial, é só dizeres, rei. Não sei se viste, mas sou baiano. De Salvador. Abraço :)

      Excluir
    2. Valeu, Suka!
      Passearei com mais calma pelo blog para pescar mais dicas.
      Em relação à nossa cidade, é um pena como está mal tratada...
      Abçs,
      Cristiano

      Excluir
  13. Suka,
    Esqueci de informar q somos 2 casais de adultos, 4 idosos, 2 crianças e 1 aborrecente. E ainda q estamos pensando em alugar uma van, tem alguma exigência específica além da habilitação e da PID?

    Abçs,

    Cristiano
    Salvador-BA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cristiano, obrigado por utilizar o SucaTrips. Em teoria, Portugal exige apenas a CNH, caso a sua estadia por seja de até 3 meses. Eu SEMPRE levo a PID, pois a GNR (Guarda Nacional Repuplicana) costuma ser rígida nas estradas. Vai que...

      Excluir
  14. Ok, também só viajo com a PID e como a minha venceu já estou agendado para renovar amanhã no Detran do SAC.
    Grato!

    ResponderExcluir
  15. Suca, estou fazendo confusão no seu blog. Desculpe. Quero fazer algum comentário sobre as suas dicas e não consigo fazer em meu nome.
    Agora estou tentando e vamos verificar se eu consigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece que sim.
      Vamos lá, acho as suas dicas muito interessantes. Estou aguardando as dos passeios pelo Douro e dos comboios.
      Abraços,

      Excluir
    2. Olá, Silvio. Os passeios que fiz de barco pelo Douro foram os que comentei pra ti, no VnV: "Silvio, permita-me opinar também sobre isso. Concordo com a Renata. O barco passa por barragens e, às vezes, é demorada a mecânica das eclusas, o que torna chato o passeio, ao menos nesses pontos. Já que já vais percorrer a estrada que liga a Régua ao Pinhão de carro, sugiro que faças o passeio de barco a partir do Pinhão, subindo o Douro, até a primeira barragem. Há barqueiros que ficam no cais e podes negociar um bom preço, muitas vezes com o barco à tua disposição. Nesse trecho do rio não há estradas, apenas a linha do comboio. Vais poder ver a Quinta da Romaneira, histórica, entre outras. Bom, lindo, barato e rápido."

      Uma outra opção que tens é ir de barco a partir do Pinhão e retornar de comboio, este deve ser o trecho mais lindo de Portugal para ficares à janela de um comboio. Citei empresas em um comentário acima: "Há ainda passeios que saem da Régua e vão até o Pocinho e Barca D'Alva, mais acima. Novamente, tens que ponderar custo e benefício. para ti. Empresas conhecidas: http://www.douro.com.pt/ , http://www.douroazul.pt ou http://www.rotadodouro.pt/
      Lembrei dessa notícia aqui: http://www.jn.pt/multimedia/video.aspx?content_id=2771417 Mas aí o cacife é mais alto..."

      O comboio histórico do Douro funcionará no período em que estarás por lá: http://www.cp.pt/cp/displayPage.do?vgnextoid=c321c75682031210VgnVCM1000007b01a8c0RCRD
      Não fiz esse passeio, mas deve ser fixe. Informou...
      SucaTrips! :)
      Abraço.

      Excluir
    3. Valeu SUCA.
      Estou quase decidido a fazer o passeio a partir de Pinhão e retorno de comboio.
      Abraços,

      Excluir
  16. Olá Suca...HELLLP!!!
    Vou com minha filha e esposa para o Douro em Set-2013 e tenho umas dúvidas: vale a pena ficar hospedado em uma das quintas produtoras de vinho (Quinta do Vallado) ou é melhor ficar hospedado na cidade do Porto? Reparei que as quintas que quero visitar são muito distantes entre si (Romaneira, Vallado, Meão, Quinta Nova. Quantos dias são necessários para conhecer a cidade do Porto e arredores? Obrigado!!
    Victor Bastos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Victor, tudo bem? Calma, tudo vai dar certo :)
      Vale DEMAIS a pena ficar hospedado no Vallado. O custo-benefício é excelente, o staff é nota 10 e, pelas suas escolhas, nem preciso falar dos vinhos... Para rodar o Douro e (ao menos) ter uma ideia da região, um mínimo de 3 dias. A Quinta Nova nem é tão longe do Vallado, mas a ida é lenta, pois a estrada é bem sinuosa - e em setembro, época de vindima, perigosa. Aproveite a ida à Quinta Nova para experimentar o restaurante deles e depois relaxar embaixo de videiras que ficam do lado de fora da casa. O lugar é lindo. É importante vc agendar essas visitas, pois o Douro fica concorrido, principalmente na primeira quinzena do mês.
      A Romaneira fica depois do Pinhão, uns 40 ou 50 minutos de carro. Já o Meão tomará um dia inteiro teu, para ir e voltar a partir do Douro. Salvo engano meu, eles não têm estrutura de receptivo para turistas, mas creio que até aceitam agendamentos. É ligar e conferir.
      O Porto, amigo, merece tb um mínimo de 3 dias, mas se eu fosse vc ficaria mais (5 ou 6 ou 7), para explorar a Invicta e cidades próximas - Guimarães, Barcelos, Coimbra... Todas elas valem a visita. Quantos dias vcs ficam?
      Abraços e obrigado por visitar o SucaTrips!

      Excluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Olá , Suca,
    Vamos eu e meu marido, para Portugal, chegando ao Porto dia 19 de setembro e iremos até Lisboa , com partida em 04 de outubro. Li as suas sugestões, mas estou , ainda , com dúvidas: pensei em ficar 2 dias no Porto, ir para Guimarães, mais 2 dias, indo até Braga e voltar, daí ir para o Douro , mais 3 dias, seguindo as suas sugestões de passeios; aí começam as minhas dúvidas, quero ir à Coimbra, Óbidos e Fátima, terminando com 2 dias em Lisboa.Já conhecemos a região de Sintra, Cascais, Estoril. Peço a sua ajuda.
    Desde já agradeço.
    Myriam

    ResponderExcluir
  19. Oi, Suca , estou aguardando as suas sugestôes.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve, Myriam! Pelo visto a tua viagem já está pronta e com um belo roteiro. Pessoalmente, evito trocar muito de hotel quando posso e por isso acho que que você pode ponderar a troca do Porto por Guimarães. São cidades muito próximas, assim como Braga, que fica a cerca de 25 Km de Guimarães. As estradas e a sinalização são maravilhosas e o trajecto Porto-Guimarães (56Km) pode ser feito tranquilamente em 40 minutos. Você poderia até fazer as duas cidades no mesmo dia, mas principalmente Guimarães merece mais tempo, para visitas ao Paço Ducal e castelo, um almoço tranquilo e um bate-perna pela cidade, que foi Capital da Cultura Européia em 2012. Prometo que em breve finalizo um post sobre Guimarães, mas já antecipo a sugestão de visitarem o Centro Cultural Vila Flor, um exemplo de respeito à cultura e às pessoas que querem ter acesso a ela.
      De Braga, uma esticada atá Ponte de Lima pode ser um belo "plus a mais" na tua viagem e é bem factível, pois em setembro ainda terás bastante sol, até umas 19:30.
      Fiz uma simulação no Google Maps para o percurso Porto-Ponte de Lima-Braga-Porto e (http://goo.gl/maps/8IFLH) e cravou 188 Km, feitos em 2 horas. Gostei muito de Ponte de Lima, no coração do Minho. Conheces o Vinho Verde?
      Não estou aqui a dizer que Guimarães não merece uma estadia!! É que o Porto tem muitas opções e uma noite alegre, apenas acho que dois dias na Invicta podem ser pouco...
      Enfim, se decidires ir de Guimarães para a Régua (Douro) e se o caminho for por Vila Pouca de Aguiar, visita a sede da Pedras Salgadas, fica perto. Se o caminho for por Amarante, vale entrar para um café... E nos comentários acima encontras opiniões sobre os acessos por Mesão Frio e Vila Real. Me avisa em caso de dúvidas, ok?
      Por fim, da Régua para Coimbra a melhor opção é via Lamego e Viseu, outras cidades que merecem uma paradinha para esticar as pernas e tomar um café.
      Em Coimbra, o Ibis é muito bem localizado e tem ótimos preços. Se o bolso não estiver a pesar, experimenta a Quinta das Lágrimas, que tem promoções que dão chance de uma hospedagem em um hotel com o selo Relais & Châteaux. Vale conferir, principalmente se passarem por lá no meio da semana. Separa o final da tarde para uma taça em frente ao Rio Mondego (http://www.parqueverdedomondego.pt/#/inicio/), seguido de jantar no A Portuguesa (http://www.aportuguesa.pt/#inicio). Depois diz-me qualquer coisa :)
      De lá, Óbidos e Fátima são passagem para Lisboa. Se o almoço for em Óbidos, o restaurante "O Conquistador" é óptimo.
      Vocês irão passar à beirinha do Mosteiro da Batalha e do Convento de Cristo (http://www.conventocristo.pt/pt/index.php), em Tomar. São dois dos mais grandiosos monumentos de Portugal. Caso optem por pernoitar ali, recomendo os hotéis dessa rede: http://www.wonderfulland.com/wonder2006/index_pt.html. Todos têm em comum um óptimo padrão e bons preços. Em Batalha, não deixe de jantar no "Vinho em Qualquer Circunstância", é brutal.
      Então, ora diz-me lá, o que te parece?
      Compenso a demora com bastante material para pesquisares.
      Grande abraço do SucaTrips!

      Excluir
  20. continuando, obrigada, adorei seus comentários.
    Agora, estou com mais perguntas: meu marido quer depois do Douro passar pela Serra da Estela(Manteigas), e, tb antes ou durante a estada em Lisboa ir à região do Alentejo. O que vc acha,?, ficará muito corrido. Contando o dia da chegada, 19/09 até´03/10(partiremos dia 04), são 15 dias.
    Agradeço, mais uma vez, a sua gentileza em me responder.
    Abraços, Myriam

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, que bom que gostaste. Ora bem, agora falaste de 2 desvios, sendo Manteigas o mais complicado, mas ambos são factíveis. Estive nos arredores de Manteigas num final de inverno e me pareceu que os atrativos dali são mais voltados para o frio, até porque fui fazer uma caminhada na parte alta da Serra, mas não posso afirmar que no verão não seja fixe. É aí que entram os interesses pessoais de vocês. O desvio para Manteigas diminui a velocidade do percurso, pois, apesar das estradas serem boas, há muitas curvas e subidas. Se saírem do Douro, penso que o melhor seja ir para leste a partir de Viseu, por Celorico da Beira, onde aliás fica o "Solar do Queijo da Serra". Dica: para comprar por bom preço o queijo, há a loja bem simples de um fabricante na lateral do posto de gasolina, na saída da cidade. De Celorico, recomendo fortemente uma passada por Belmonte, onde nasceu Pedro Álvares Cabral, com uma visita rápida ao Castelo da família e ao Museu do Azeite. Dali podem subir a Serra por Valhelhas, onde tropecei em um dos melhores restaurantes que conheci em Portugal: Soadro do Zêzere. De Manteigas, podem descer para Coimbra e seguir o roteiro anteriormente falado. Esse desvio vai tomar uma noite, no mínimo.
      O Alentejo é a maior região de Portugal e tem muitas, muitas atrações. Corrido fica, mas ao menos uma passagem por Évora vocês podem fazer, caso optem por este "desvio".
      Copio abaixo um longo comentário que fiz no blog do Ricardo Freire. O link deste post é o http://www.viajenaviagem.com/europa/lisboa-ricardo-freire/comment-page-22/#comments e lá tem muito material.
      Évora fica a 130 Km de Lisboa. Pensem bem nos tempos de deslocamento e no entra-e-sai de hotéis, antes de decidirem o que mais lhes interessa. Muita informação, pois não? Diz-me se tiveres ainda alguma dúvida ou detalhe que queiras saber. Um abraço!

      Excluir
    2. E aqui está o Alentejo (o blog não permite msgs tão longas):
      "Começando por Évora (que gosto muito), em 3 dias podes ver bastante coisa por ali. Na cidade, recomendo o restaurante “O Trovador” para um jantar, é bom demais. Experimentei os “Secretos de Porco Preto” e fui muito feliz :) A Sopa de Cação é uma maravilha e o bacalhau à Cartuxa (acho que é isso) tb é muito bom. De sobremesa, é interessante a siricaia com ameixas (um pudim), um doce típico de Elvas, que fica na divisa com Espanha.

      Bem ao lado do Íbis, do lado de fora das muralhas, há um restaurante de caça, muito bom também. Esqueci o nome desse, mas também é uma ótima pedida. Perdiz, javali, etc.

      Há ainda o Botequim da Mouraria, que serve petiscos no balcão, lembro com simpatia desse e do seu dono. Espargos e cogumelos silvestres, queijo no forno com orégãos, torresmos do rissol, lombo de porco preto, um belo painel da comida alentejana. Rua da Mouraria, 16-A.

      Perto de Évora, as cidades de Estremoz, Reguengos de Monsaraz, Monsaraz, Redondo e outras valem uma visita, para que conheças um pouco do clima alentejano. Em Estremoz, conheça a lenda de Isabel (a Rainha Santa) e tome um café na Pousada de Estremoz (do grupo Pousadas de Portugal), que fica no castelo da cidade. Já que vais passar por Coimbra, o túmulo dela está no Mosteiro de Santa-Clara-a-Velha, muito bacana. Na saída de Estremoz sugiro um pit stop na Quinta do João Portugal Ramos, renomado produtor de vinhos tugas. A Quinta tem uma estrutura gira de recepção e uma rápida visita à adega. Adoro o Vila Santa, um vinho que nem é um dos mais “sofisticados” dele. Sobre vinhos, tens acesso a muita informação no site http://www.infovini.com/pagina.php?codNode=3935#tab2 Tem rotas de vinhos de todas as regiões portuguesas. Em Évora a Fundação Eugênio de Almeida, famosa, tb tem ótima estrutura de enoturismo, com um belo winebar na Quinta de Valbom, pertinho de Évora.

      Para teres acesso à informação sobre os produtores, vinhos, rotas enológicas a percorrer e até provar alguns vinhos locais, passe na sede da CVRA (Comissão Vitivinícola Regional Alentejana), na Praça Joaquim António de Aguiar, nº 20-21. Fica bem à esquerda da Igreja de São Francisco, a Capela dos Ossos, sobre a qual já deves ter ouvido falar. Depois de ver aqueles ossos todos, um vinhinho vai bem :) Mais infos em http://www.vinhosdoalentejo.pt

      Continua

      Excluir
    3. Agora, uma visita que recomendo demais é à cidade de Vila Viçosa, pra conheceres o Paço Ducal, que é um dos prédios mais preservados que conheci no país. Anexo ao Paço fica um Museu dos Coches, com carruagens que só vendo pra crer. Segundo eles, o maior acervo da Zoropa. Desse prédio saiu o último rei de Portugal (D. Carlos I), no dia em que foi assassinado ao chegar em Lisboa. A visita guiada é excelente e obrigatória. Tem um restaurante ótimo, bem perto do Paço Ducal, o “Taverna dos Conjurados”. Não deixe de ir e é melhor reservar, principalmente se for pro jantar ou no final de semana (tel 268989530). Está instalado num edifício que já foi uma cavalariça, em uma casa de 1512. A curiosidade para os brazucas é que essa era a casa de Tomé de Sousa… A cidade toda é muito agradável.

      As estradas são óptimas. Fixe é pegar uma estrada secundária, mais lenta, e curtir o visual dos campos, com vinhas, olivais ou plantações de sobreiros, árvore de onde se extrai a cortiça. Portugal detém 70% da produção mundial de cortiça. Só o Alentejo, 50% (da produção mundial). Um sobreiro pode viver mais de 200 anos e a casca, de onde se tira a cortiça, pode ser colhida uma vez cada década. Como é impossível rodar pelo Alentejo sem passar por essas árvores tortas e sem um pedaço da casca, já fica aqui a informação.

      De uma forma geral, as cidades são pequenas e até um pouco parecidas, principalmente as que ficam nas planícies. Mas todas merecem uma entrada e muitas têm uma ou outra surpresa. Um castelo diferente, um bom restaurante ou simplesmente uma praça com uma esplanada convidativa pra um café. Sobre algumas cidades:

      . Se fores até Reguengos não deixa de esticar até Monsaraz, é uma cidade linda que fica numa escarpa. Num final de tarde, então… Melhor dizendo, Monsaraz é obrigatório!! Se fizeres uma refeição por lá, o “Horta da Moura” é a melhor pedida.

      . Em Alandroal, cidade próxima de Vila Viçosa, jantei e gostei muito do “A Maria”, comida maravilhosa (Rua João de Deus 12, tel 268431143 – fecha às segundas)."

      Prontos. O Alentejo merece vários posts, mas aqui está um resumo.

      Excluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Suca,
      Mais umavez obrigada pela gentileza.
      Depois de ler o seu relato, cheguei a conclusão de que ficará muito corrido o que pretendia fazer.
      Vou suprimir a Serra da Estrela, mas devo ir à Évora, antes de Lisboa. Vou refazer os pontos de pernoite, mas acho que ficará bom.
      Pergunto se devo ir com todas as reservas de hotéis antecipadas. Por enquanto só reservei em Lisboa.
      Um abraço,
      Myriam

      Excluir
    2. Myriam, é um prazer ajudar, por isso montei o blog. A reserva antecipada te permite conseguir preços melhores e evita a perda de tempo na procura por hotéis ao chegar nos lugares. Claro, às vezes tropeçamos em algum hotel que adoraríamos ficar, com outro já reservado, mas a internet ajuda muito neste ponto. O booking.com é sempre uma boa opção, mas não deixo de visitar tb os sites dos hotéis, para comparar.
      Em resumo, acho que o Grande Hotel do Porto é uma excelente opção na cidade. Central, lindo, serviço excelente e bom custo-benefício. Falo sobre ele aqui: http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/02/baixa-bolhao.html
      Em Coimbra e Évora, os Íbis são muito bem localizados e entregam um padrão já conhecido de serviços. Sobre os outros locais creio já ter falado.
      Pretendo ir a Portugal em novembro, então se tiver dicas ou qualquer atualização que eu possa fazer, traga para cá, ok?
      Se não nos "falarmos" mais, boa viagem!!

      Excluir
  22. Respostas
    1. Oi,Suca,
      Já estou em Portuga, seguindo as suas dicas, realmente valiosas.
      Fiquei no Porto, num hotel boutique Casa dos Lóios Guest House, muito bem localizado.
      Segui suas indicações de passeios: Vila Nova de Gaia, Braga, Ponte de Lima, Guimarães.
      Acabamos de chegar ao hotel Folgosa Douro, Linda vista e muito confortável
      Viemos por Amarante e após um erro de roteiro, chegamos para o almoço.
      É bom dizer que somos um casal de 3ª idade, eu 70 e meu marido 73, mas está um passeio delicioso, principalmente,pelas suas dicas.
      Darei mais notícias.
      Até breve, abraços


      Excluir
    2. Que maravilha, Myriam. Já li sobre essa Guest House, realmente é muito central. Por coincidência postei recentemente algo sobre a Degustaria, simpático restaurante e casa de petiscos portugueses, no Largo dos Lóios.
      Fico muito feliz por utilizarem as minhas dicas. Ponte de Lima, por exemplo, não é um lugar muito óbvio numa visita ao Porto, mas citei porque acho que tem uma atmosfera ótima. Espero que tenham curtido.
      Nem comentamos sobre a idade, mas a partir dos 55 anos as Pousadas de Portugal oferecem um pacote de 5 diárias nos diferentes hotéis da rede. Basta entrar em contacto com eles. Pessoalmente, acho que é uma idade maravilhosa para viajar - a bagagem de vida agrega muito valor ao passeio.
      Aproveitem bastante o Douro. Vou gostar muito de saber mais sobre a estadia por aí. Se quiser mandar fotos, fique à vontade para escrever para o suca.br@gmail.com. Um abraço!

      Excluir
  23. Olá SUCA.
    Poderia fazer alguns comentários sobre Braga e Ponte de Lima? Ficaremos em Guimarães e pretendemos visitar Braga e Ponte de Lima.
    Abraços.
    Silvio Carlos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Silvio, tudo bem? Me desculpe a demora em responder, mas estou viajando e com pouco acesso à net. A partir de quarta-feira estarei de volta e conversamos, Ok? Abraços.

      Excluir
    2. Valeu Suca.
      Espero que esteja fazendo uma boa viagem.
      Abraços,

      Excluir
    3. Caro Sílvio, espero que este retorno meu ainda chegue a tempo de organizares a tua trip. Eu precisava mesmo escrever algo sobre estes sítios e aproveito a tua consulta para isso.
      Ora bem, as duas cidades ficam no Minho, terra do Vinho Verde e de comidas fortes e saborosas. Hoje escrevo sobre Ponte de Lima e logo, logo escrevo sobre Braga, ok?
      Lá estive por 2 vezes e viagem é assim – há sítios que simpatizas e queres voltar. Na primeira foi apenas de passagem e depois voltei para passar um dia inteiro e simplesmente caminhar pelas ruas da vila que dizem ser a mais antiga e florida de Portugal. Não sou grande admirador desse tipo de comida, bem pesada, mas em Ponte de Lima provei o arroz de sarrabulho com rojões, prato local. Por lá esse é um assunto sério, olha aqui http://www.cm-pontedelima.pt/noticia.php?id=1579 Os doces típicos também merecem uma prova. Se tiveres chance, pergunta por algum que seja feito com gila (ou chila), um tipo de abóbora comum em Portugal.
      Por ter uma posição estratégica, no século XIV a cidade foi toda murada e ainda hoje podes ver pela cidade troços (trechos) intactos das muralhas e ruínas dessa época. O ícone da cidade é a ponte, medieval, que ainda conserva (fora do rio) uma parte da construção romana original. Durante séculos era a única travessia segura do Rio Lima e por isso tornou-se uma etapa do caminho português que até hoje leva a Santiago de Compostela. A cidade conta com um albergue de peregrinos e não é difícil passar por um deles, com o símbolo da trilha pendurado na mochila, principalmente nos meses de estio.
      É uma cidade que pode ser percorrida em pouco tempo, Sílvio. Acho interessante dar um rápido passeio nas 2 margens do rio, principalmente no lado oposto ao da igreja. Nessa margem esquerda fica o burgo, a cidade antiga. Sempre tranquila, com os elementos comuns a essas vilas portuguesas: pelourinho e fonte da vila, Sé... Na Praça da República fica o Paço do Marquês, onde funciona o posto de infos turísticas e podes pegar um mapa da cidade. Logo ali, bem próxima ao Paço, fica a Rua da Abadia. No caminhos irás passar pela Mercearia da Vila (www.booking.com/Mercearia-Da-Vila), que, para além de ser uma ótima e barata opção de pernoite, tem um bar em que podes experimentar auténticos acepipes tugas. Os quartos são bem giros, eles tiveram muito bom gosto na restauração do prédio. Há outras opções de tascas no passeio que fica de frente para o rio, mas gosto mais dessa parte interna da cidade, onde há menos movimento. Tenta provar o Presunto de Bízaro, feito de um porco típico da região.
      Na tal Rua da Abadia, nº 1, encontras a Maria de Ponte, uma simpática loja onde podes conhecer um pouco das tradições minhotas, apresentadas com design e uma pitada de modernidade. Dali pode sair um souvenir diferente. http://www.mariadeponte.pt/index.php.
      Na margem direita, a Igreja de S. António da Torre Velha e os jardins do parque que fica à margem do rio. Essa travessia da ponte rende ótimas fotos.
      Muito bom lembrar dessas coisas ao escrever e pesquisar um pouco na web a respeito. Obrigado pela visita, Sílvio, até breve.

      Excluir
    4. Olá Suca.
      Obrigada pelas dicas. Dará tempo para inserí-las na programação da minha viagem. Chego em Portugal no dia 31/08 e permaneço até 29/09.
      Aguardo os outros comentários.
      Abraços,

      Excluir
    5. Olá Sílvio! Sobre Braga: Apesar de ter vivido algum tempo no Porto, somente passei duas vezes por Braga. Em ambas a visita foi muito parecida - uma caminhada pelo bonito e (relativamente) pequeno centro antigo, com destaque para a Sé e o Paço Episcopal, com os jardins de Santa Bárbara.
      Ali por perto, numa rua exclusiva para peões, fica o Café A Brasileira, com decoração antiga, frequentado pelo pessoal local, bem como o Café Vianna, também tradicional.
      Creio que muito do turismo relacionado à Braga está relacionado aos monumentos e às festas religiosas. Numa conversa em um restaurante, um morador sugeriu que visitássemos o Convento do Pópulo, para ver os seus azulejos, que foram restaurados em detalhe - e realmente são painéis muito bonitos. Caso te interesse, vale a rápida visita.
      Ainda nessa linha, um monumento que vale bastante uma visita é Bom Jesus do Monte, bem próximo a Braga. Você já deve ter lido a respeito, é composto por uma igreja e uma escadaria enorme, onde em capelas se reproduz a Paixão de Cristo. Caso não encare os muitos degraus, há um funicular movido a água que faz o trajeto até o topo.
      Te dou uma indicação que recebi por lá mesmo, para um almoço: Restaurante Bem Me Quer, no Campo das Hortas, 6. Comida típica e bem boa. Esta região tem diversas opções e acredito que os restaurantes próximos também sejam óptimos. Para experimentares uma sobremesa local, tenta o Pudim Abade de Priscos.
      Uma coisa que me chamou a atenção foi a quantidade de intervenções mais modernas à volta deste centro, com muito concreto, o que acaba por desviar um pouco a atenção à origem antiga da cidade, mesmo tendo Braga conservado muito bem seus monumentos.
      Me permita indicar também uma passagem por Barcelos, que fica muito próximo a Braga, um recanto que gosto muito.
      Uma boa viagem para vocês!

      Excluir
  24. Olá caro SUCA, boa noite. Volto a entrar em contato contigo para que me ajude a fechar o roteiro que iniciamos a conversa em 26/04/13. Nesses últimos meses estive envolvido em vários assuntos e não pude dar atenção a esse roteiro. Agora quero finalizá-lo com sua ajuda. Dentro do período mencionado (02/10/13 - Chegada em Porto. 16/10/13 - Saída de Lisboa), o que vc pode orientar-me nas seguintes condições:
    I) Porto;
    II) Douro (passeio de barco, vinícolas, Pinhão ou Vila Real)
    III) Passeios por Sintra, Cascais, Fátima;
    IV) Coimbra e Óbidos (como vc mencionou, talves pernoitar);
    V) Alentejo (Pelo menos Évora, pois a intenção e conhecer os famosos SOBREIROS);
    VI) Finalizar a viagem com LISBOA.
    Suca, o que puder me informar, será de grande valia, sei que vc repassou várias dicas no post do dia 26/04/13, mas como quero aproveitar ao máximo essa viagem, sua ajuda é a única que possuo com informações fidedignas e sem interesse comercial das agências de turismo.

    Conto com a estimada ajuda do amigo. Aguardo seu retorno.

    Abraços,

    Ronan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Ronan, tudo bem? A trip está a chegar, é mesmo hora de fechar detalhes. Pergunto-lhe: você já definiu quantos dias passará em cada lugar, algum hotel... são 14 noites. Para voltares com uma boa ideia dos lugares por onde irás passar, aí vai uma primeira opinião:
      . 4 noites no Porto (incluindo um dia de visita a Guimarães e Barcelos ou Braga ou outra cidade do Minho) e 2 no Douro;
      . 1 noite em Coimbra e passagem por Óbidos para Lisboa OU
      . 1 noite em Coimbra e ida direto para o Alentejo, passando por Tomar (Convento de Cristo);
      . 2 noites em Évora, explorando um pouco do Alentejo;
      . 5 noites em Lisboa, explorando Óbidos e Fátima em um dia, Sintra e Cascais em outro. Lisboa merece os outros 3 dias, mas aqui podes optar por passar um dia a mais no Alentejo.
      Terei prazer em ajudar no que puder, mas a trip tem que ter a tua cara, quanto mais souberes sobre os lugares, mais e melhor adequas o roteiro. Desde o último dia em que falamos, muitas visitas foram feitas ao blog, sugiro que dês uma olhadela. Esse comentário aqui, por exemplo: http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/11/pelo-douro_17.html?showComment=1370463668034#c5457987121855247243. Tem um grande papo com a Myriam sobre alguns dos lugares por onde vais andar, falei muito sobre o Alentejo, por exemplo.
      O próximo passo é marcar hotéis, pois não? Leia esse aqui: http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/11/pelo-douro_17.html?showComment=1370990120224#c291800502516127658
      Em breve falamos. Um abraço!

      Excluir
  25. Olá amigo Suca, boa tarde.
    Realmente a trip está chegando, portanto, sua ajuda torna-se fundamental. Adorei sua dica de fazer Coimbra até Évora – via Tomar.
    Dentro da sua sugestão de tornar essa viagem como a “minha cara”, eis o que pensei e contando com as valiosas indicações do amigo:
    03/10
    Chegada em Porto por volta das 10:30h. Como o check-in é a partir de 14h, já tenho um período para fazer alguma coisa.
    Dicas do amigo:
    Aeroporto: Pegar mapas e programação cultural no setor de informações;
    Sugestões:
    Hospedagem: Grande Hotel do Porto?
    Passeios: Passeio de Barco (Rabelo) à tarde?
    Refeições:
    04/10
    Porto
    Sugestões:
    Passeios: Vila Nova de Gaia?
    Refeições:
    05/10
    Matosinhos / Guimarães
    Sugestões:
    Passeios:
    Refeições:
    06/10
    Porto / Amarante / Régua (Pernoites)
    Sugestões:
    Hospedagem: Ficar em Régua, Quinta do Vallado?
    Passeios:
    Refeições:
    07/10
    Régua / Pinhão / Régua
    Sugestões:
    Passeios: Barco a partir de Pinhão? Comboio no retorno? Quintas?
    Refeições:
    08/10
    Régua / Lamego / Coimbra (Pernoitar)
    Sugestões:
    Hospedagem: Ibis ou Quinta das Lágrimas
    Passeios: Espumantes em Lamego?
    Refeições:
    09/10
    Coimbra / Tomar / Évora (Pernoites)
    Sugestões:
    Hospedagem:
    Passeios: Convento de Cristo
    Refeições:
    10/10
    Évora / Reguengos / Monsaraz / Évora
    Sugestões:
    Hospedagem: a mesma do dia anterior (em Évora)
    Passeios: Quintas?
    Refeições:
    11/10
    Évora / Lisboa (Pernoites)
    Sugestões:
    Hospedagem:
    Passeios:
    Refeições:
    12/10
    Lisboa / Fátima / Óbidos / Lisboa
    Sugestões:
    Hospedagem: a mesma do dia anterior
    Passeios:
    Refeições:
    13/10
    Lisboa / Sintra / Cascais / Lisboa
    Sugestões:
    Hospedagem: a mesma do dia anterior
    Passeios:
    Refeições:
    14/10
    Lisboa
    Sugestões:
    Hospedagem: a mesma do dia anterior
    Passeios:
    Refeições:
    15/10
    Lisboa
    Sugestões:
    Hospedagem: a mesma do dia anterior
    Passeios:
    Refeições:
    15/10
    Saída do Hotel (sniff... sniff) para vôo de retorno ao nosso Brasil. Fim dos seus serviços (rs...rs...rs...).
    Ufa! Caro Suca não é nada fácil programar.
    Aproveitando a oportunidade, como funciona o sistema de pedágio, principalmente nessas rodovias que irei transitar? Tem pessoas que recebem dinheiro ou temos que comprar algum passe que libera a cancela? Aceitam cartão? Fiquei curioso depois de tanto olhar o Google Maps.
    Bom, aguardo seus comentários que, mais uma vez, agradeço imensamente, pois te confesso que fiquei mais confiante depois que descobri seu blog.
    Abraços,
    Ronan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Ronan, espero que estejas bem. Realmente agradeço a confiança nas indicações. Como você mesmo disse, não mantenho relações comerciais com quaisquer sugestões que publico. Já estive em diversos outros sítios e os que cito aqui foram alguns dos que mais gostei, na intenção de oferecer opções boas a quem visita o blog - o SucaTrips limita-se a relatar roteiros vicenciados pelo blogueiro, que sirvam como referência para viajantes nas regiões visitadas.

      Evito fornecer qualquer serviço personalizado, pelo simples motivo de achar que, por experiência própria, um lugar, hotel ou restaurante pode despertar as melhores impressóes para uma pessoa e simplesmente não acrescentar nada para outras. Vamos fazer o seguinte: a maioria das questões levantadas no teu comentário já foram citadas no blog, algumas delas em outros comentários. Nesse caso, vou indicar os links, mas recomendo que leias os comentários desse post em que estamos, tem praticamente toda a informação que queres. Se eu achar que posso ajudar em algum ponto, acrescento abaixo, ok? Se possível, lê o conteúdo dos links e adequa-os ao teu roteiro, se achares que podem encaixar-se nas tuas preferências. Uma coisa que sempre faço em viagens (e que recomendo também) é deixar tempo livre para descobrir recantos, sem me prender aos guias ou blogs.

      Diz-me qualquer coisa se tiveres alguma outra dúvida. Um abraço!

      03/10
      Chegada em Porto por volta das 10:30h. Como o check-in é a partir de 14h, já tenho um período para fazer alguma coisa.
      Hospedagem: Grande Hotel do Porto? http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/02/baixa-bolhao.html No mesmo link tem uma opção mais barata.
      Passeios: Passeio de Barco (Rabelo) à tarde? http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/02/ribeira-do-porto-um-pouco-de-cultura-e_01.html
      Refeições: http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/02/restauracao.html e http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/02/cafe.html
      04/10 - Porto
      Sugestões: http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/02/baixa.html e http://sucatrips.blogspot.com.br/2011_03_17_archive.html (pode ser a pé também)
      Passeios: Vila Nova de Gaia? http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/04/vinhos-do-porto.html
      05/10
      Matosinhos / Guimarães http://sucatrips.blogspot.com.br/2012/06/frutos-do-mar-em-matosinhos.html Já iniciei um post sobre Guimarães, em breve será publicado. Tens algo sobre a cidade e um pouco de Coimbra aqui: http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/11/pelo-douro_17.html?showComment=1370463668034#c5457987121855247243
      06/10 - Porto / Amarante / Régua (Pernoites)
      Hospedagem: Ficar em Régua, Quinta do Vallado? Pessoalmente gosto muito do Vallado, esse eu indico :) http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/11/pelo-douro_17.html?showComment=1331778526088#c8325016251553628801

      Excluir
    2. 07/10
      Régua / Pinhão / Régua
      Passeios: Barco a partir de Pinhão? Comboio no retorno? Quintas? http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/11/pelo-douro_17.html?showComment=1366665032899#c6796080723015306090 e http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/11/pelo-douro_17.html?showComment=1366922429884#c2219509369385220651
      08/10 - Régua / Lamego / Coimbra (Pernoitar)
      Hospedagem: Ibis ou Quinta das Lágrimas (nos comentários acima)
      Passeios: Espumantes em Lamego? Sim. Visite a cave da Raposeira, fica na saída da cidade, à beira da estrada. A cave da Murganheira tb é óptima, mas é mais longe. Com um GPS fica fácil.
      09/10
      Coimbra / Tomar / Évora (Pernoites) (Tomar está aqui: http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/11/pelo-douro_17.html?showComment=1370463668034#c5457987121855247243)
      Passeios: Convento de Cristo - Imperdível (para mim) A cidade de Tomar é bem simpática, merece um bate-perna.
      10/10 -- Évora / Reguengos / Monsaraz / Évora http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/11/pelo-douro_17.html?showComment=1370895847857#c7353947804083534515 e http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/11/pelo-douro_17.html?showComment=1370896077121#c6478307715424222896
      Passeios: Quintas? Herdade do Esporão tem óptima estrutura. Cartuxa e Herdade da Malhadinha também. Mais aqui: http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/11/pelo-douro_17.html?showComment=1370896118915#c8490261535780925624
      11/10 - Évora / Lisboa (Pernoites) Sobre Lisboa falo algo em breve.

      Aproveitando a oportunidade, como funciona o sistema de pedágio, principalmente nessas rodovias que irei transitar? Tem pessoas que recebem dinheiro ou temos que comprar algum passe que libera a cancela? Aceitam cartão? Fiquei curioso depois de tanto olhar o Google Maps. - Ronan, as locadoras têm um sensor instalado no carro e ao passares pelas estradas maiores o pedágio é contabilizado. Nas estradas que não contam com este sistema pagas na hora.

      Excluir
  26. Prezado SUCA, agradeço mais uma vez por suas preciosas informações. Estarei finalizando meu roteiro nessa semana. Aguardarei seu relato sobre Lisboa e se restar mais alguma dúvida, entro em contato. Sua ajuda está no mesmo nível daquela famosa frase da propaganda de um cartão de crédito: "NÃO TEM PREÇO!". Muito obrigado.
    Abraço,
    Ronan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, Ronan, é mesmo um prazer poder ajudar. Ontem mesmo postei novidades sobre sítios giros do Porto: http://sucatrips.blogspot.com.br/2013/08/comer-beber.html

      Atualizei também um post com uma notícia interessantíssima de uma atração que estreia em setembro: http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/02/restauracao.html Esse restaurante indico com certeza absoluta, é muito bom.

      Grande abraço.

      Excluir
    2. Olá Suca, boa noite. Minha trip começa amanhã. Obrigado pela ajuda, pois a maior parte da programação conta com suas dicas. Assim que retornar, entro em contato. Abraço. Ronan.

      Excluir
    3. Muito bom saber disso, caro Ronan. Realmente estivemos a trocar muitas ideias. Planear uma viagem assim não é pêra doce, mas o resultado pode ser muito melhor assim. Espero que a tua trip seja em grande!!

      Excluir
  27. Ei Suca,
    Fiquei conhecendo seu blog atraves do Viajando na Viagem e estou adorando! Parabens! Estou indo com o meu marido para Portugal - 7 dias - chegamos no dia 11 de novembro . A principio me interessei pela regiao Douro mas parece que termos chuva... você aconselharia outra regiao ou o Douro é bom até debaixo d'agua? Grata, Ana Paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana Paula, que bom que gostou, é um prazer receber a visita de vocês por aqui. Inicialmente, repito um comentário que fiz acima: "De novembro a fevereiro chove bem em Portugal, mas o frio não é tão intenso quanto no restante da Europa. Em outubro começa a chuva, mas normalmente isso acontece na segunda quinzena. Normalmente...
      No Norte chove muito mais que no Sul (falo de Porto e Lisboa). As temperaturas em outubro ficam entre 10°C e 19°C (ou até mais um pouco), no Porto. Em Lisboa, 2°C a mais. No Douro esfria mais e no Alentejo é um pouco mais quente nessa época.
      Isso é uma média, que tem mudado um pouco com o aquecimento global. O calor tem aumentado no verão e os invernos ficaram mais longos, no final. Pelo que experimentei por lá, creio que são boas as chances de você ter belos dias pela frente e noites boas para tomar um tinto."
      Sem dúvida a chuva atrapalha, principalmente nos programas ao ar livre, como bem citou o Sílvio. De outubro a fevereiro o índice pluviométrico por ali é acima dos 140mm (no verão chega a ser abaixo de 20). O passeio de barco e o visual das vinhas ficam prejudicados, sim, mas sou suspeito para falar do Douro :) Acho que, nessa época, a oferta de hotéis é bem tranquila, bem como são melhores os preços, por ser baixa temporada. O que sugiro é que separem 2 noites sem reservas e esperem chegar mais perto para decidir. Se tiveres chance, lê os comentários desse post - tem bastante informação. E se eu puder ajudar em algo mais, diz-me! Abraços.

      Excluir
  28. Olá Ana Paula. com a permissão da Suca, deixe eu dar um pitaco. O Douro com chuva não é legal. Os passeios, tando de barco ou de trem, como pelas vinícolas ficam prejudicados. Estive no Douro em setembro/2013.
    Silvio Carlos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sílvio! Espero que a tua trip tenha sido óptima. Grande abraço.

      Excluir
  29. Estou organizando os comentários e vou reportar a você.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  30. Suca,
    Acabei de chegar do Douro. Suas dicas e de muitos outros viajantes foram muito uteis. Obrigada a todos. Em breve mando outras dicas que trouxe para dividir com todos.
    Tivemos muita sorte e o tempo esteve sempre muito lindo. Chegamos no dia 10 e voltamos 19/11. Apesar de ser uma estacao chuvosa, pegamos o que eles chamam de Verao de Martinho (segundo a lenda ele dividiu o seu casaco com um mendigo e o verao voltou por mais uns dias). Dias de sol (Lisboa com 20graus e o Douro com 15graus) e as videiras vermelhas ou amarelas da cor do outono. Amamos!
    Grande abraco,
    Ana Paula

    ResponderExcluir
  31. Olá Suca, primeiramente quero parabenizá-lo pelas informações de seu blog, já me senti viajnado. Em abril, eu, minha esposae e mais 2 casais, faremos uma viagem de carro percorrendo Portugal, que deve durar 20 dias. Somos 3 casais acostumados a viajar, eu conheço bem Portugal os outros dois não.
    Minha proposta é iniciar por Lisboa, 4 dias passeando pela cidade, indo a Sintra, Estoril no bate e volta. Depois iremos ao Algarve, passando por Lagos, Portimão e Faro, subindo então para Beja, Évora, Guarda, até o Pinhão. De lá desceriamos o Douro até próximo o Porto e iríamos subindo Braga,Viana do Castelo até Vigo e Santiago de Compostela. Depois desceríamos até o Porto, ficando uns três dias, descendo até Aveiro,Coimbra, Fátima e terminaríamos em Lisboa novamente. O que voce acha? Qual o tempo em cada lugar? Acha que seria um bom roteiro?
    Obrigado antecipadamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, caro Anidio. Muito bom tê-lo por aqui, que bom que curtiste o SucaTrips.
      Vocês escolheram uma óptima época. Início de primavera, temperaturas amenas, menos chuva (principalmente no Norte)... muito bom. Imagino que as escolhas sejam em função do interesse de vocês nestes lugares.
      Com relação a Lisboa, creio que 4 dias está ok, mas tente fazer Sintra e Estoril em um dia, pois Lisboa tem muito a mostrar... Se possível, faça um círculo e inclua uma visita ao Palácio de Queluz, é um belo monumento. Foi lá que nasceu e morreu o nosso D. Pedro I. Lisboa-Queluz-Sintra-Estoril-Lisboa - saindo cedo, é possível. (Deixei Estoril por último de propósito, por ser menos interessante para mim). Em Sintra, além do Palácio da Pena, tentem visitar rapidamente o Palácio da Regaleira e seu poço iniciático (achei aquilo incrível).
      Sobre o Algarve, nesse caso é um "perto-longe". São cerca de 550 km para descer e subir até Beja. Nessa época as temperaturas ainda não estão altas, o que significa preços mais baixos e restaurantes e praias mais vazios. Pessoalmente, já que você perguntou, acho o Alentejo muito mais atrativo e dedicaria mais dias à região. Entre o Algarve e a Costa Vicentina, por exemplo achei a segunda mais interessante, menos afetada pelo turismo. Cidades como Sines ou Porto Covo são simples, ótimas para descansar - e têm praias fantásticas. Os preços não se comparam aos do Algarve. Come-se melhor e mais barato, certamente. Fica então a sugestão - ao invés de descerem para o Algarve, fiquem pelo litoral do Alentejo. Verifique no mapa, Porto Covo fica na altura de Beja...
      Sou suspeito para falar sobre o Alentejo, pois admiro muito a região. Por favor, leia os comentários de 10/junho/13 deste post, tem muitas informações por lá.
      Em breve falo sobre o Norte, ok? Um abraço!

      Excluir
    2. Anidio, boa tarde.
      Caro Sílvio, que bom te ter por aqui. Sobre o grupo, não arrisco dizer se está acelerado ou não, pois não os conheço (idade, interesses) e o ritmo que se dá a uma viagem acaba por ser uma decisão do próprio grupo... Eu prefiro escolher menos sítios para visitar e sempre deixo 1 ou 2 dias em aberto - vai que se gosta muito de uma etapa e o desejo é ficar?
      Enfim, na subida do Alentejo para o Norte, sem dúvida uma passagem por Castelo de Vide e Marvão podem agregar bons momentos à trip. Apesar de ser um lugar pequeno, passei uma noite muito interessante em Marvão. A foto principal do SucaTrips, inclusive, mostra o sol a cair por lá. Lindo lugar, cheio de paz. A Pousada de Santa Maria, do grupo Pousadas de Protugal, é uma bela experiência, podem acreditar. E eles oferecem ótimas promoções na baixa temporada.
      Belmonte, terra do nosso Pedro Álvares Cabral também é boa parada. Se resolverem passar por Monsanto, bela vila, não deixem de desviar um pouco e passar por Idanha-a-Velha e ver de perto como os portugueses respeitam o seu patrimônio. Essa cidade foi uma surpresa para mim, merece muito uma visita.
      Fecho a semana por aqui e prometo que muito em breve fechamos o papo. Já há alguns pontos que vocês decidiram e fecharam hotéis? Um abraço!

      Excluir
    3. ficamos hospedados em três pousadas: Marvão, Belmonte e Serra do Gerês. Todas fantásticas e da rede Pestana.

      Excluir
  32. Caro Anidio e Suca.
    Em setembro/2013 ficamos 30 dias em Portugal. Fizemos uma ótima viagem com a ajuda de vários "blogueiros", especialmente Suca, Bóia e o Alex. Rodamos 3.800km e viajamos pelo Algarve, Alentejo, Serra da Estrela, Douro, Minho, Serra do Gerês,Porto e Lisboa e arredores. Tudo foi muito bom. Caso retornasse tiraria os quatros dias do Algarve e ficaria mais tempo no Douro. Não tenho a experiência dessa turma, mas vou dar o meu pitaco: para os seus amigos que não conhecem o roteiro está muito acelerado. Deixar de conhecer Monsanto e Marvão, a Serra da Estrela (Belmonte, Torre, Piódão), ficar mais tempo no Douro e curtir Lisboa pelo menos quatro dias. Caso deseje alguma informação específica é só solicitar. dou uma dica sobre o Douro: no Viagem na Viagem procure o "blog" Douro pro Silvio. Recente e com muitas dicas. Abraços,

    ResponderExcluir
  33. Adorei seu blog - é muito alto astral e gostoso de ler por isso me animei a escrever. Não sei como vou saber qdo você responder então se puder por favor mande um aviso pelo e-mail (malupazo@ig.com.br) que eu corro para cá Estarei chegando em Lisboa em 16/Ago e voltando em 23/Set. Gosto das coisas feitas com calma, sem correrias e todo o tempo estarei em Portugal onde só conheço um pouquinho de Lisboa. Sou sozinha de marré deci e portanto vou sozinha mas tenho experiência de viajar porque fui aeromoça. Após ler suas sugestões e as do Ricardo Freire do viajenaviagem pensei no seguinte: pretendo ficar uns 8 dias em Lisboa, 2 dias em Sintra. Essa parte pretendo fazer com o cartão 7 Colinas. Ao término desses 10 dias iniciais penso em alugar um carro em Lisboa e fazer: Òbidos, Alcobaça, Batalha, Fátima, Tomar. Daí sigo para Covilhã e Manteigas para conhecer a Serra da Estrela. De lá sigo para Viseu, Lamego e chego em Peso da Régua. Pretendo passear pela Região do Douro com calma (pensei em 7 ou 8 dias ) e dependendo do tempo seguir para Guimarães e Braga ou direto para o Porto. Pretendo entregar o carro no Porto e passear pela cidade à pé , de bicicleta, bonde e ônibus.

    Como embarco no dia 23/Set muito cedo quero estar em Lisboa no dia 22 então, dependendo de como esteja de tempo, pegarei o trem no Porto e salto em Coimbra ou vou direto para Lisboa.

    Não sou muito de comidas pesadas (adoro saladas) e também não sou muito de beber (inclusive porque estarei dirigindo). O que eu gosto mesmo é de ver lugares bonitos, passear, conversar e desfrutar a vida.

    Adoraria saber sua opinião e sugestões sobre quantos dias em cada lugar, quais trajetos, o que evitar, o que não perder, enfim quero te ouvir acerca do que rascunhei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maria Lúcia, tudo bem? Que prazer saber que gostaste do SucaTrips e, ainda mais, do teu plano de viagem. Fantástico.
      Temos algum tempo para conversar a respeito, mas sei bem que o quanto antes o roteiro estiver fechado, melhor.
      A princípio a distribuição de dias está óptima. Sobre o primeiro trecho logo após sair de Lisboa, sugiro uma passagem por Nazaré, bem perto de Alcobaça, uma bela cidade praiana diferente das que estamos acostumados no Brasil. Come-se muito bem por lá e pode ser uma visita interessante, à hora do almoço. Aliás, todas estas cidades são relativamente próximas. Experimente colocá-las no Google Maps e verificar o roteiro...
      Gosto muito de andar pelas estradas secundárias nesse tipo de trajecto, evitando o pedágio e em menor velocidade.
      Avalie também, na ida para Covilhã, passar por Castelo de Vide e Marvão, citei as duas cidades logo no comentário acima. Veja no maps, é bem factível, e são lugares belíssimos
      Me desculpa a demora em responder, mas eu estava sem acesso à web por uns dias. A partir daqui conversamos normalmente - vou falar mais um pouco sobre esse primeiro trecho. Você deve receber um aviso automático no teu email.
      Até breve e um abraço,
      Suca.

      Excluir
  34. bom dia suca!
    estou indo a Portugal em março (3) , eu ja conheço um pouquinho e estou a levar meu marido, que nunca esteve por terras luzitanas .
    fiz um roteiro, dps de ler, ler e ler..rs , da seguinte forma.
    2 noites em evora , 1 dia deslocando até coimbra. ( batalha alcobaça e se der tomar), 2 em coimbra e de lá ao douro ...onde fico 3 noites, dps 3 noites no porto e 2 noites em sintra e finalmente 4 noites na minha amada lisboa!
    Minha duvida está em fazer o roteiro pelo douro. O douro será uma descoberta pra nós, e por lá nunca estive. Os italianos pensam que só eles sabem fazer vinhos, e luzitana de coração que sou ,quero surpreeende-lo.
    Fiz a reserva na quinta do vallado. Dá um help , pra essa carioca de alma portuguesa?
    Parabéns pelo blog , é delicioso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boas, Daniele!! Sabes qual é a parte difícil de manter um blog como esse? Ver todos a se planear para trips à Potrtugal, sem que eu possa ir sempre... :)

      A parte boa é saber que algumas pessoas chegaram até aqui e curtiram. E poder ajudá-las em algo. Obrigadíssimo pela visita e pelo elogio, fico feliz.

      Ora bem, com relação ao Douro, penso que irão hospedar-se no melhor lugar, em termos de custo-benefício. O Vallado tem uma grande mais-valia (para além dos vinhos, claro): as pessoas que lá trabalham. É como se vocês fossem ficar na casa de amigos. A qualidade dos serviços é impecável, a comida de primeiríssima, gosto de tudo . Já lá fiquei por 2 vezes e na minha próxima ida (outubro, acredito) nem arrisco outro pouso. Façam a visita às vinhas, a prova na adega, mas não deixem de provar os vinhos das gamas mais altas deles (Reserve Field Blend, Sousão, Touriga Nacional e Adelaide). Reservem uma refeição à noite na própria Quinta, com antecedência. Façam isso logo no começo, pois, acredite, vocês podem querer repetir... :)

      Minhas preferências sobre restaurantes e alguns roteiros estão lá acima, nesse post. Falando em vinhos, acho que seria interessante vocês entrarem em contacto com a Quinta do Crasto para agendar uma visita ou um passeio de barco (http://www.quintadocrasto.pt/enoturismo/). É uma das mais belas do Douro e só a ida para um almoço por lá já vale o dia. Logo ao lado fica a Quinta Nova, espetacular também. No mínimo, visitem-na.

      Nas proximidades, algumas cidades valem, sim, uma visita. Na ida de Coimbra ao Douro, por exemplo, sugiro que peguem a rodovia IP3, passando por Viseu e Lamego. Tem a linda Casa de Mateus, em Vila Real, tem Amarante... vai depender da agenda que vocês pensarem. Nos comentários acima sugiro alternativas de chegada e saída do Douro, em direcção ao Porto. Leia aqui: http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/11/pelo-douro_17.html?showComment=1366665032899#c6796080723015306090

      Tenho que parar agora, mas quando puder leia os links SucaTrips sobre o Porto:
      http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/02/restauracao.html
      http://sucatrips.blogspot.com.br/2011/02/ribeira-do-porto-um-pouco-de-cultura-e_01.html

      E contem comigo, entrem em contacto quando quiserem, ok?

      Excluir
  35. Não posso deixar de aqui agradecer e elogiar as dicas do Sucatrips nas quais nos baseamos para a viagem que fizemos no período de 14/agosto a 7/setembro a Portugal, principalmente àquelas referentes à cidade do Porto, e à região do Douro.
    Seguimos suas indicações que são bastante detalhadas, inclusive no tocante às rotas de deslocamento.
    Gostaria de deixar aqui mencionado como forma de contribuição a nossa escolha de hospedagem na região do Douro.
    A escolha da localidade foi Peso da Régua, que se demonstrou bastante assertiva por estar numa região central da região vinícola, tornando os deslocamentos às diversas atrações mais curtos.
    A escolha da hospedagem recaiu sobre a opção de “turismo de habitação”, e nesta classificação, optamos pela Casa dos Varais.
    Trata-se de uma bela e senhorial Quinta às margens do Douro, onde fomos recebidos pelos proprietários Ernestina e João que tudo fazem para colocar seus hóspedes à vontade, com carinho e profissionalismo, inclusive fornecendo informações sobre a região e a cultura do vinho, do qual também são excelentes produtores.
    Valeu, Suca !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Luis, que bom que tudo correu bem e que as opiniões do SucaTrips foram úteis nessa ida ao Norte.
      E contribuições são sempre muito bem recebidas! Oportunamente irei visitar a Casa dos Varais, Quinta da qual tenho as melhores referências.
      Obrigado, Luis, um abraço!
      Suca.

      Excluir
  36. Olá Suca!!

    Gostei muito do seu Blog.
    Estou indo para portugal em setembro.
    Ficarei poucos dias e gostaria de aproveitar ao máximo.
    Meu roteiro será:
    Sair de lisboa no dia 26/09 cedo e ir de carro para Queimada na região do Douro. A ideia é conhecer durante o caminho a cidade de Aveiro e Lamego.
    No dia 27 estamos querendo explorar a região: Ido para pinhão (fazer um passeio de bsrco até Tua) e seguir para a Vila Real, voltando por Peso da Régua.
    No dia seguinte sairemos para Porto.

    Gostaria de saber se pelo que você conhecer é possível fazer dessa forma?

    Adorei as suas dicas e pretendo seguir algumas.

    Abs,

    Katia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Katia! Puxa, somente agora vi teu comentário, pois vim responder um outro, logo em seguida. Normalmente recebo um email que me avisa de novos comentários, mas não sei como isso não aconteceu com o seu. De qualquer forma, te peço desculpas!
      Por coincidência vou para Portugal no próximo dia 27,chegando lá dia 28.
      Sobre o teu plano, é bem factível, sim. As estradas são boas e você chegará em Queimada no final da tarde,mas se for desviar para Aveiro pode ficar apertado ainda passar em Lamego, vai depender do ritmo da trip. Acho que só de estrada seriam umas 4h30, passando em Aveiro. Vale passar lá! E a cidade não é grande, podes ver tudo a pé. Se for possível, reserve um dia a mais para o Douro e passeie mais tranquilamente. A cidade de Amarante é uma beleza de lugar e fica ali perto também, pense em visitar na ida para o Porto, é caminho. Enfim, motivo para ficar um pouco mais não vai faltar :)
      Em Vila Real visitem a Cada de Mateus, se houver tempo - está no post.
      Muito obrigado pelo elogio e mais uma vez me desculpe a demora. Vou reportar está falha à ferramenta do blog.
      Qualquer coisa me diz ok?

      Excluir
  37. olá Suca,

    meu nome é Luiza e gostaria da sua ajuda p me orientar num roteiro p região do Douro. Já fui a Portugal 1x mas peguei muita coisa fechada em Porto pois era Natal (as caves em Gaia estavam todas fechadas).

    Terei 6 dias antes de um congresso em lisboa p aproveitar a região de Porto/Douro/ Serra. Irei eu e meu marido e nós curtimos muito vinho. Adoramos viajar de carro pela Europa e pensei em andar por essa região dormindo em hoteis diferentes ou criando bases de 2 noites.

    Chegaremos de avião por Porto e iriamos de carro até lisboa.

    O q vc sugere?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luiza, antes de qq coisa, obrigado pela visita e pela confiança.
      Bem, há muitas opções para esses 6 dias. Já que vocês também apreciam vinhos, o Douro certamente é um óptimo ponto de partida, mas penso que poderiam também aproveitar um pouco do Porto. Ao menos uma cave, ao menos uns 2 bons restaurantes e umas boas voltas pela cidade, que é linda. Não é necessário carro por lá, então vocês poderiam alugar no dia da saída (eu costumava alugar na estação de campanhã, de fácil acesso de metro).
      A hospedagem no Douro pode ser em Peso da Régua ou numa Quinta, (o que eu prefiro), mas isso vai depender de quanto vocês pretendem investir nisso.
      Não sei se leram todo esse post e comentários com respostas, tem bastante material! Com isso já podem identificar o que lhes apetece, mas dos 6 dias acho que 4 já se resolvem entre Porto e Douro.
      Continuamos a falar em seguida, ok?

      Excluir
  38. Obrigada pela resposta!

    Já li bastante coisa das perguntas acima sim!

    Tinha pensado justamente nisso: 2 noites em Porto e 2 no Douro (Quinta sim!) mas só me restaria 1 noite p dormir no trajeto p Lisboa e apesar de termos muita vontade de passar pela Serra da Estrela não sei se será factível pelo tempo corrido.

    Mas o nosso foco é passear bastante, comer bem, muito vinho e bons hotéis!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que bom Luiza... olha, acho que realmente a passagem pela Serra vai tomar bastante tempo de vocês, pois as distâncias parecem curtas mas as estradas são lentas.
      Uma opção seria dormir num bom hotel do Dão, região que considero pouco explorada pelos visitantes brasileiros e que tb gosto muito, com ótimos vinhos e hotéis em Quintas. Ou voltar por trás da Serra da Estrela, bem interessante também. Tem Coimbra, mais simples de chegar,na passagem para Lisboa... enfim,várias opções!
      Fazemos o seguinte: entre por favor em contato pelo meu email suca.br@gmail.com e vemos com mais detalhes isso. Pensamos em uma forma pela qual eu possa conversar com vocês,ok?
      Obrigado! Suca

      Excluir
  39. Olá , estou montando um roteiro de 15 dias para dez de 2017 e estou com dúvidas como dividir meus dias ...gostria de começar por lisboa e conhecer arredores ( sintra , obidos, Batalha ,tomar ) o problema é não ter certeza de quantos dias ficar em Lisboa . Depois minha idéia inicial era passar em Évora e subir para serra da estrela , mas percebi que os hoteis nas datas de reveillon ficam muito mais caros e penso que seria mais interessante o reveillon em uma cidade maior , então pensei em retirar evóra e sair de lisboa direto para Serra da Estrela ficar lá 2 dias pq minhas filhas querem ver neve e a estação de esqui e vi que tem locais interessantes para se conhecer assim pego os dias antes do Reveillon .Da Serra da Estrela ( nao decidi a cidade ainda que vou fazer de base ) , vou para Coimbra ( nao sei quantos dias preciso ficar e no ultimo dia de coimbra ir para Aveiro e de lá ir para conhecer Regua PInhao Vila real e amarante ( também não sei se 2 dias dá para fazer isso e nem que cidade usar de base pois ...rsrs a idéia e ainda conhecer Braga Guimaraes viana do castelo e ficar 3 dias em Porto . sei que ficou um pouco fora de rota , mas o problema foi o reveillon que atrapalhou o meu roteiro .Resumindo . Você acha factível esse roteiro , o que me aconselha em relação a divisão de dias ? Desde já muito obrigada pela ajuda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sílvia, boa tarde! Puxa, normalmente recebo os avisos de comentários aqui no Sucatrips via e-mail, mas o teu foi para o spam e só hoje vi. Ainda bem que a trip não é por agora…
      Teu roteiro é bem abrangente e, se tuas filhas ainda forem crianças, pode ser cansativo em alguns momentos. Uma coisa que vocês devem levar em consideração é o tempo de deslocamento e o período de luz – os dias são mais curtos nessa época. Algumas estradas são mais lentas, pode haver trechos com neve, coisas assim. O Google Maps vai te ajudar nisso.
      Vai então uma proposta, para você pensar:
      . Lisboa merece ao menos 6 noites de visita, combinadas com esses lugares que quer ver.
      . Sintra pode ser feito de trem, percurso rápido de 40 minutos
      . O carro é dispensável na cidade, melhor alugar já perto de sair, tipo na véspera, quando vocês podem ir a Óbidos e Batalha. Tem Alcobaça por ali também…
      . Já na ida para a Serra, Tomar é uma bela parada, com seu Convento de Cristo
      . Para Coimbra acho que 2 noites, imaginando que na chegada já vai ser final do dia. Bem ao lado fica o Buçaco, bacana também
      . Aveiro pode ser visto na ida para o Porto, mas se não der é um trecho de meia hora de Comboio a partir do Porto
      . Sobram 5 dias, tempo mínimo que ficaria no Porto, para conciliar com visitas às cidades que você citou. Em uma dessas noites (pode ser na chegada) a opção de ficar na Régua é boa pra ver um pouco do Douro, mas acho que fica corrido… Só pra te dar uma ideia, os trechos Régua-Pinhão-Vila Real-Amarante-Porto já consomem mais de 4 horas de estrada, o que significa meio dia no inverno.
      . Trocaria Braga por Barcelos e Viana por Ponte de Lima. Essas cidades são menores, bem bonitas e podem ser percoridas rapidamente a pé. Mas essa é uma opinião bem pessoal minha, avalie seus interesses!!
      Espero ter ajudado e me desculpe a demora! Abraço,
      Suca.

      Excluir
  40. Suca, boa noite ! ESPETACULAR o seu blog! Parabens! Poderia me dar um help? Viajo em Junho/2017 com meu marido e uma crianca de 4 anos..Pensei em :
    D1- Chegada em Porto
    D2- Porto
    D3-Porto
    D4- Passeio pelo Douro
    D5-Porto- Guimaraes
    D6-Porto- Coimbra
    D7-Coimbra - Fatima-Lisboa
    D8-Lisboa
    D9-Lisboa -Porto (trem )
    D10-Porto - Roma
    Como estarei com minha filha , o ideal é evitar muitas mudancas de hotel...
    Abraços! Obrigada
    Alessandra

    ResponderExcluir